terça-feira, 9 de outubro de 2018

Um ano de sua ausência.

          Hoje já faz um ano que vc se foi. Acordo a noite e sinto sua presenca aqui em casa. Sera? Lembrancas criam asas. A saudade da um passo atrás. O coração se acalma. A imaginação cria cenários.  São 4hs da manhã. Você diria... Neguinha vai dormir.Fiz uma tela nova. Você ia gostar. Rsrsrs.👫# Tamo junto!

Um ano de sua ausência.

          Hoje já faz um ano que vc se foi. Acordo a noite e sinto sua presenca aqui em casa. Sera? Lembrancas criam asas. A saudade da um passo atrás. O coração se acalma. A imaginação cria cenários.  São 4hs da manhã. Você diria... Neguinha vai dormir.Fiz uma tela nova. Você ia gostar. Rsrsrs.👫# Tamo junto!

sexta-feira, 20 de abril de 2018

What now my love?

                                   

                                                                                     




               What now my love


Now that you left me?
How can |I live through another day?
Watching my dreams turning into ashes
And all my hopes into bits of clay?
Once I coul see. once I could feel
Now I`m nunb,I`ve become unreal

I walk the night, oh, without a goal
Stripped of my heart, my soul
What now my love, now tha it`s over?
I feel the world closing in on me
Here comes the starstumbling around me
And there`s the sky where the sea should be

What now my love, now that you`re gone?
I would be a fool to go on an on
No one would care, no one would cry
If I should live or die

What now my love Now that there`s nothing
Only my last goodbye

quinta-feira, 22 de março de 2018

I`ll be seeing you



I`ll be seeing you
in all that old familiar places
that this heart of mine embraces
all day through

In that small cafe
the park across the way
the children`s carousel
the chestnut tree
the wishing well

I`ll be seeing you
in every lovely summer`s day
In everything that`s light and gay
I`ll always think of you that way

I`ll find you in the morning sun
and when the night is new
I`ll be looking at the moon
but I`ll be seeing you

domingo, 7 de janeiro de 2018

Solidão, que nada! ou Começar denovo




                    A vida está me dando um puxão de orelhas daqueles!
Sempre fui muito teórica. Hoje olho para trás e sinto canseira de como eu já fui .Como resultado tenho teorizado menos, bem menos.
                     Mas tem uma questão que tá me confundindo este inicio de ano. A solidão. Me pego com medo, angustia e insegurança estando em Itaipava, o lugar que tem a cara do Wilson, meu escudeiro que se foi ( dessa pra melhor) em outubro de 2017.
A palavra Itaipava poderia ser considerada o sobrenome dele. Assim: Wilson de Aguiar Itaipava. Nos quinze anos que tivemos de vida em comum ele foi quem me ajudou a reerguer forças e disposição para tocar o sitio, em muitos aspectos fazer essa casa ressurgir das cinzas. 
                       Falecido Wilson eu tive medo. Medo de vir, medo de chorar, medo de sentir sua falta, medo, medo, medo. Fiquei imaginando que me sentiria acolhida em familia e, até certo ponto, me senti sim com minha madrinha e meus primos no ano novo. Todos já se foram. E, me pego pensando...O que é isso que eu to sentindo? Solidão, desapontamento ou só mesmo uma ausência que dói por saber que de agora em diante ele só estará comigo no meu coração. Enquanto estou  escrevendo  minha neta Larissa me ligou e eu a convidei para subir no final de semana. E me peguei dizendo... Fica uns dois dias aqui com a gente .Força do hábito, ne? Acho que nunca rezei tanto por alguém que já se foi, por mim, por minha força, por minha aceitação.
                           
                          Tenho meia duzia de amigas no zap que teem sido verdadeiras sabias incansáveis na intenção de me nutrir. São mensagens que leio e releio. Passo adiante e revejo no dia seguinte. Todas maravilhosas. Nossa senhora, Saint Germain, Oh ponopono, Buda e por aí vai. O interessante é que algumas tiveram um ano muito dificil a voltas com doenças e mortes de familiares e parece que a tristeza é geral, mas também parece que a vontade de triunfar sobre a tristeza é um pacto dessas Perséfones  abençoadas.
                            Termino o texto ainda sem saber o que to sentindo. Acho que o medo eu já afastei. Estou só(?)  Acho que não mas que sinto muito ele não estar aqui, sinto.Me vem a mente um seriado antigo que tinha a musica de abertura  dizia... Começar de novo e contar comigo.
 Que ele esteja envolto na luz branca do Espirito Santo tem sido o meu mantra
. Minha eterna gratidão a Wilson e minha reverência a  essas mulheres fortes..
Deus nos proteja hoje e sempre!.

sábado, 26 de agosto de 2017

Depois vem dizer que é "encosto"



               Impressionante como fazemos nossas escolhas pecando. Se partirmos do princípio que o significado da palavra pecar é: errar o alvo.tomar o caminho errado,se deixar trair; passamos a entender a frase, conselho tão ouvidos durante a vida... Orai e vigiai!
Por mais que tenhamos boas intenções e nos consideremos iluminados, esclarecidos e modernos ainda erramos os alvos vida a fora adotando atitudes impensadas ou modismos sem que antes tenhamos uma consciência do motivo pelo qual estamos escolhendo ou separando este  joio daquele trigo.
Dia desses conversava com o genro de meu marido e falávamos sobre pensar antes de agir. Filosofávamos um pouco. Ele me dizia que seguiu determinado conselho que outrora tinha dado a ele em relação a como criar o filho; e dizia-me o tanto que foi bom.
Mas a gente não precisa apenas de bons conselhos, temos nossa capacidade de discernimento que pode nos ajudar nestas questões. Mas, não estamos atentos. De nós mesmos, ao menos e principalmente. Estamos mais atentos do que se passa por fora do que o que se passa aqui dentro, de nós., desse nosso pequeno universo. Como é difícil escrevermos nossa própria história de modo que ao final da vida possamos assistir um "filme" digno de Oscars.
A internet, por exemplo, tem tanto lixo., tanta inutilidade, tanta mentira. O zap nos ajuda muito a nos manter num nível bacana de comunicação ou num mundo de bobagens e informações sem nenhuma utilidade e da pior qualidade. As revistas da atualidade nos repassando com orgulho os feitos e escorregões dos famosos, os jornais nos atualizando o desfile de Mr ou Miss Politico Corrupto.
Uma tomada de consciência e muita coisa seria excluída de nossas vidas ou apenas redirecionadas, e não pecaríamos tanto. Porque esse pecado é o pior deles. Aquele contra nós mesmos. Aquele que nos contamina e nos torna gado. O pior mal é aquele que fazemos a nós mesmos. Estejamos sempre alerta, pois.
Para que isso aconteça, porém precisaríamos de muita consciência e reflexão; o que nos levaria a escolhermos de acordo com o coração a um caminho mais saudável e feliz. Assim como escolhemos um prato num restaurante que não vá nos fazer mal.
Lembram do" Tu te tornas responsável por tudo aquilo que cativas?" Ainda dá tempo.
Bom demais focar na gente e nas nossas escolhas nem que seja para depois não dizer que está com "encosto". Você não está com encosto. Você pode ser o seu próprio encosto, acento, braços e porta cabeça. Uma poltrona completa de mal gosto, más ideias e pensamentos.
Apenas uma reflexão metida a conselho. Aqueles, dóceis de coração que ainda suportarem alguém a lhes aconselhar que aproveitem!
A gente se encosta em outra postagem!


domingo, 7 de maio de 2017

Ah eu quero tanto tanto


                                                                                 



                                  Ah eu quero tanto tanto que você me aceite do jeito que eu sou....Gosto de usar essa musica nas aulas de biodanza com meus especiais.
Nunca as relações dependeram tanto da imagem. Antes você era excluído por ser baixo ou alto demais. Gordo ou magro demais. Preto ou branco demais. O mundo ( evoluiu ) mas o ser humano parece se acostumar com o fato de não ser humano e cuidadoso nas relações. Hoje você tem que ser idêntico ao outro.
Ontem minha neta dizia para mim que as professoras dela são muito diferentes de mim embora tenham quase a minha idade. Na hora farejei o que vinha nas estrelinhas e expliquei para ela que é assim mesmo, se não obedecermos a um padrão caímos num ostracismo danado de doído. Somando a idade a gente quase pira.
Passei por isso  quando deixei meus cabelos brancos. Sofro porque aposentei os saltos, porque evito maquiagem e porque zelo pelo meu conforto antes de mais nada. Ainda no shopping eu mostrava a minha neta que todas as mulheres parecem gêmeas. Salto alto, calça justinha, Cabelo com luzes, escovado ou alisado, muita maquiagem e decotes. Um exercito. Esperava minha filha e neta experimentarem umas roupas e a fila era toda igualzinha.
Uma coisa lembra ou leva à outra e quanto a  velhice não é diferente. Você deve tomar uma porrada de remédios e se cuidar ( o que se entende por frequentar academias ) É tanto remédio, que são apenas  para prevenção da velhice e tanto rosto com plásticas mal feitas que, as vezes,  assusta , como aconteceu com outra neta minha que olhou para uma senhora no shopping e me perguntou... O que é isso? Ela tinha sete anos na época e ficou sem saber se se tratava de um ser humano.
Triste notícia para essa população que segue o gado. O ser humano está cada vez mais velho quando ainda jovem. Nos finais de semana precisam não fazer nada ( produtivo), balada pode. Estão temerosos e se trancando cada vez mais. O jovem não tem medo porque acredita na vida.Quem não acredita na vida envelheceu e não percebeu. Nunca o uso de antidepressivos foi tão grande, e , infelizmente me incluo nesse grupo.
O termo aposentado vem da vida antiga onde o velho terminava seus dias num aposento. Um quartinho. A gente conhece bem isso, afinal a situação não mudou.Penso que em algum tempo o termo passará para" ligado". Os da terceira idade parecem não suportar mais estar em convívio e se não estão no zap, ou nas redes sociais estão com os fones de ouvido, robotizados caminhando pelas ruas e parques. Eu pergunto: que diferença tem para os que estão na TV ou no aposento?
Solidão gera solidão. O cara se acostuma. As máquinas tem seu valor, mas o corpo a corpo é que nos nutri. Assim como o pão nutri o corpo,  é o beijo que nutri a alma. A maquina ainda não beija.Graças a Deus.
Isso é um desabafo com intenções de alerta. Perdoem me se peguei pesado. A gente se vê!